DAS FINALIDADES

Art. 1º - O 35º Intercolegial O Globo / SESC Rio é promovido pela INFOGLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A., empresa com sede na cidade do Rio de Janeiro, estado do Rio de Janeiro, na Rua Irineu Marinho, nº 35, com entrada suplementar pela Rua Marques de Pombal, nº 75, Centro, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 60.452.752/0001-15, com a organização técnica da Abadai Comunicação e Marketing Ltda, empresa situada à Avenida das Américas, 500, Bloco 9, Sala 208, Shopping Downtown, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, inscrita no CNPJ sob o nº 05.759.671/0001-54 e possui caráter exclusivamente cultural e esportivo, não havendo qualquer modalidade de sorte ou pagamento por parte dos participantes, não sendo, portanto, necessária a aquisição de qualquer produto, bem ou serviço, de acordo com o artigo 3º, parágrafo II, da Lei nº 5768/71 e com o artigo 30º do Decreto-Lei nº 70.951/72.

Parágrafo Primeiro: O Intercolegial tem a finalidade de estimular a prática esportiva entre os jovens, promover a integração entre os colégios, auxiliar no intercâmbio de métodos aplicados à educação física e descobrir novos talentos para o esporte.

DA PARTICIPAÇÃO

Art. 2º - Qualquer estabelecimento de ensino de nível fundamental ou médio, reconhecido pelo MEC e sediado no Estado do Rio de Janeiro, doravante denominado ESCOLA, poderá se inscrever no Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Somente os alunos devidamente matriculados até o dia 31 de março de 2017 nas escolas participantes, nascidos a partir do ano de 1999, inclusive, e com histórico escolar atual em poder da escola que faz sua inscrição, poderão ser inscritos no Intercolegial. A ESCOLA que inscrever aluno fora do que determina esse parágrafo perderá 30 pontos na Contagem Geral e sua equipe que teve esse jogador inscrito será desclassificada da competição.

Parágrafo Segundo: Os alunos da 4ª série das Escolas Técnicas, que estejam fazendo apenas estágio e os alunos que estiverem matriculados em mais de uma Escola não poderão ser inscritos no Intercolegial, sob pena da Escola perder 30 (trinta) pontos na Contagem Geral e desclassificação da equipe em que estiver inscrito esse jogador.

Parágrafo Terceiro: Cada Escola poderá realizar somente uma inscrição, no entanto, caso possua filiais, será permitido reunir em uma equipe alunos de suas diversas unidades.

Parágrafo Quarto: É obrigatória a participação da Escola no Desfile de Abertura, que esse ano terá como tema “Esporte é Vida” e contará pontos para a apuração do campeão geral. A Escola que não participar do desfile terá a sua inscrição no Intercolegial cancelada, exceto as inscritas somente nos esportes individuais com menos de quatro (4) alunos.

Parágrafo Quinto - A regulamentação do Desfile será informada no Site, Facebook e nos Jornais de Bairro da Barra, da Zona Sul, da Tijuca, da Zona Norte, da Zona Oeste, da Baixada e de Niterói.

A INSCRIÇÃO

Art. 3º - Para se inscrever, o professor da Escola tem que acessar o site www.intercolegial.com.br, no período de 12 de março a 31 de março de 2017. Ao localizar o formulário de Inscrição Geral, deverá preencher corretamente, respondendo a todas as perguntas que o programa solicitar. Após o preenchimento, o professor receberá na hora um protocolo com a reserva de sua inscrição. A seguir, esse protocolo de reserva terá que ser assinado e carimbado pelo Diretor responsável pelo colégio ou seu substituto imediato. O último passo é entregá-lo em duas vias (original e cópia) na Secretaria do Intercolegial (Avenida das Américas, 500, Bloco 9, Sala 208, Shopping Downtown, Barra da Tijuca), no horário entre 10h e 13h ou 14h e 17h, de 13 de março a 31 de março de 2017 ou no Congresso de Abertura, 5 de abril, horário e local serão definidos e divulgados posteriormente.

Parágrafo Primeiro: As 4 (quatro) primeiras Escolas colocadas em cada categoria, nos esportes coletivos no 34º Intercolegial, terão sua inscrição garantida para o 35º Intercolegial, desde que cumpram todas as formalidades previstas neste regulamento para a inscrição. As demais Escolas terão sua inscrição garantida, nos mesmos termos, desde que estejam dentro do número de equipes previsto para cada categoria em cada esporte.

Parágrafo segundo: Após proceder a entrega da ficha de inscrição geral do Intercolegial, a Escola deverá preencher e enviar pelo site do Intercolegial, os formulários dos esportes em que irá participar. A Escola deverá também imprimir e manter em seu poder uma cópia desse formulário corretamente preenchido e com a assinatura do Diretor responsável.

Parágrafo Terceiro: As Escolas inscritas no Intercolegial são obrigadas a comparecer ao Congresso de Abertura, quando esclarecerão qualquer dúvida sobre esse regulamento, conhecerão a programação dos jogos e o regulamento do Desfile de Abertura. O Congresso de Abertura será realizado no dia 5 de abril de 2017, em local que será informado nos Jornais de Bairro do Globo e no site do Intercolegial. A Escola deverá ser representada por um 1 (um) professor. O não comparecimento da Escola implicará na perda de 10 (dez) pontos na contagem geral do Intercolegial.

Art. 4º - A inscrição da Escola em uma modalidade somente será confirmada através do site do Intercolegial. O formulário terá que conter a relação dos atletas que representarão a escola em cada modalidade.

Parágrafo Primeiro - As inscrições para os esportes relacionados a seguir são limitadas e serão encerradas quando se completar o número estabelecido: Futsal - Sub 14 Não Federado Masculino, 20 equipes: Sub 14 Não Federado Feminino, 20 equipes; Sub 18 Não Federado Masculino, 20 equipes; Sub 18 Não Federado Feminino, 20 equipes; Sub 18 Federado Masculino, 20 equipes e Sub 18 Federado Feminino, 20 equipes. Basquete - Sub 14 Não Federado Masculino, 16 equipes: Sub 14 Não Federado Feminino, 16 equipes; Sub 18 Não Federado Masculino,16 equipes; Sub 18 Não federado Feminino, 16 equipes; Sub 18 Federado Masculino, 16 equipes e Sub 18 Federado Feminino, 16 equipes.Vôlei- Sub 14 Não Federado Masculino, 16 equipes: Sub 14 Não Federado Feminino, 16 equipes; Sub 18 Não Federado Masculino, 16 equipes; Sub 18 Não federado Feminino, 16 equipes; Sub 18 Federado Masculino, 16 equipes e Sub 18 Federado Feminino, 16 equipes. Handebol – Sub 12 Não Federado Masculino, 20 equipes; Sub 12 Não Federado Feminino, 20 equipes; Sub 14 Não Federado Masculino, 20 equipes; Sub 14 Não Federado Feminino, 20 equipes; Sub 18 Livre Masculino, 20 equipes e Sub 18 Livre Feminino, 20 equipes. Vôlei de Praia - Livre Não Federado Masculino: 8 duplas; Livre Não Federado Feminino, 8 duplas; Livre Masculino, 8 duplas e Livre Feminino, 8 duplas. Basquete 3x3 - Jovem Não Federado Misto, 20 equipes; Livre Masculino, 20 equipes e Livre Feminino, 20 equipes. Quiz – Mista, 80 equipes.

Parágrafo Segundo - A relação dos alunos atletas deverá obrigatoriamente estar assinada e carimbada pelo Diretor da Escola e por um médico que atestará estarem os alunos atletas inscritos em perfeitas condições de saúde para participar da competição. Esses documentos terão que ser entregues no máximo até o Congresso Técnico da modalidade.

Parágrafo Terceiro: Os prazos finais para participação nas modalidades são os seguintes:

a) Futsal (masculino e feminino): até 14 de abril de 2017;

b) Basquete (masculino e feminino): até 21 de abril de 2017;

c) Vôlei de Praia (masculino e feminino): até 26 de maio de 2017;

d) Atletismo (masculino e feminino): até 5 de junho de 2017;

e) Skate (masculino e feminino): até 5 de junho de 2017;

f) Natação (masculino e feminino): até 9 de junho de 2017;

g) Vôlei (masculino e feminino): até 4 de agosto de 2017;

h) Basquete 3x3 (masculino, feminino e misto): até 11 de agosto de 2017;

i) Quiz (misto): até 11 de agosto de 2017;

j) Handebol (masculino e feminino): até 1 de setembro de 2017;

k) Judô (masculino e feminino) até 22 de setembro;
l) Xadrez (masculino e feminino): até 29 de setembro de 2017;

DA DISPUTA

Art. 5º - A presença das torcidas durante todas as rodadas da competição valerá pontos para a contagem geral que apontará o campeão da competição.

Art. 6º - O Intercolegial será dividido em categorias, de acordo com a faixa etária, sexo, registro ou não em federação.

Art. 7º - Entende-se por aluno atleta não federado aquele que jamais obteve registro em Federação ou Confederação comunitária na modalidade que disputar. A Escola que inscrever aluno federado como não federado perderá 20 pontos na Contagem Geral e sua equipe na modalidade será desclassificada da competição na categoria irregular.

Parágrafo Primeiro: Jogos promovidos pelo Ministério da Educação e Desportos ou Ministério dos Esportes, Secretarias Estaduais e Municipais de Educação ou Esportes não são considerados para efeito de classificar o aluno atleta como federado.

Parágrafo Segundo: Será permitido ao aluno atleta, federado em um determinado esporte, participar como não federado de esporte em que não tenha registro em Federação.

Parágrafo Terceiro: No handebol, vôlei, vôlei de praia, judô e na natação a classificação de federado terá regulamentação própria.

Art. 8º - No conjunto dos esportes coletivos (vôlei, basquete, futsal e handebol), a Escola só poderá inscrever até 10 (dez) equipes. Esse total é a soma de equipes masculinas e femininas ou só masculinas ou só femininas.

Parágrafo Primeiro: Não existe limite de inscrições de equipes dentro dos esportes coletivos, apenas a obediência de uma equipe dentro das categorias de idade e sexo.

Art. 10º - As idades são definidas em regulamentação própria de cada esporte. A inscrição de alunos fora da idade será penalizada. A Escola perderá 20 (vinte) pontos na Contagem Geral e terá sua equipe desclassificada da competição na categoria irregular.

DAS COMPETIÇÕES

Art. 11 - O 35º Intercolegial O Globo / SESC Rio será disputado em chave única nos esportes coletivos. Na montagem da chave de cada esporte, que obedecerá ao número de equipes inscritas, as 8 (oito) melhores equipes do 34º Intercolegial no futsal, basquete, vôlei, handebol, basquete 3x3 e vôlei de praia serão separadas tecnicamente, com a quarta, quinta e oitava colocadas acompanhando o campeão do esporte, enquanto a terceira, sexta e sétima colocadas acompanharão o vice-campeão do esporte. As demais equipes inscritas entrarão na chave por sorteio, obedecendo à linha numérica da chave.

Parágrafo Único - Se uma ou mais equipes das 8 (oito) melhores do ano passado não se inscreverem, a separação técnica será alterada, obedecendo sempre as posições obtidas em 2016 na troca das linhas numéricas da chave.

Art. 12 - Para que as competições em cada categoria possam ser realizadas, será necessária a inscrição de um mínimo de 2 (duas) Escolas nos esportes coletivos e de 2 (dois) alunos atletas ou equipes de revezamento, que não sejam da mesma Escola, nos esportes individuais.

Parágrafo Único: As datas programadas para a realização da competição, em qualquer esporte, não serão alteradas.

Art. 13 - O sistema de disputa será confirmado nos congressos técnicos de cada modalidade, oportunidade em que as dúvidas do regulamento serão esclarecidas, as chaves serão sorteadas e a programação de cada esporte divulgada. Os congressos técnicos estão assim programados e serão realizados nas sedes do SESC:

a) Futsal (masculino e feminino): até 18 de abril de 2017;

b) Basquete (masculino e feminino): até 26 de abril de 2017;

c) Vôlei de Praia (masculino e feminino): até 31 de maio de 2017;

d) Atletismo (masculino e feminino): até 14 de junho de 2017;

e) Skate (masculino e feminino): até 14 de junho de 2017;

f) Natação (masculino e feminino): até 21 de junho de 2017;

g) Vôlei (masculino e feminino): até 9 de agosto de 2017;

h) Basquete 3x3 (masculino, feminino e misto): até 23 de agosto de 2017;

i) Quiz (misto): até 23 de agosto de 2017

j) Handebol (masculino e feminino): até 13 de setembro de 2017;

k) Judô (masculino e feminino) até 4 de outubro de 2017;
l) Xadrez (masculino e feminino): até 11 de outubro de 2017;

Art. 14 - As Escolas deverão comunicar por ofício à Secretaria do Intercolegial ou através de correspondência eletrônica para o e-mail intercolegial@abadai.com.br com antecedência mínima de 72 horas (setenta e duas horas), o não comparecimento aos jogos programados.

Parágrafo Primeiro: A justificativa da falta deverá ser apresentada também por ofício ou correspondência eletrônica à Secretaria do Intercolegial, no mesmo endereço e e-mail do caput desse artigo, até às 12 horas do dia útil subseqüente ao da falta.

Parágrafo Segundo: Antes da aplicação do W.O. serão dados 15 minutos de tolerância, a partir do horário dos jogos estabelecidos na tabela. No caso da programação estar atrasada e já tenha sido ultrapassado o horário de início de um jogo, o tempo de tolerância para a aplicação do W.O. será de 5 minutos.

Parágrafo Terceiro: A Escola que perdeu seu jogo por W.O. na competição de 2016, sem qualquer justificativa, não terá inscrição confirmada pela Secretaria do 35º Intercolegial na categoria do esporte que faltou, ficando assim, cancelado o seu protocolo de inscrição.

Art. 15 - As equipes deverão apresentar-se devidamente uniformizadas e acompanhadas de um professor de Educação Física, ou no impedimento, por um técnico habilitado autorizado por escrito pela direção da Escola.

Parágrafo Primeiro: Entende-se por devidamente uniformizadas as equipes cujos alunos atletas se apresentarem calçados (nos esportes de quadra), trajando camisetas e calções iguais e numerados.

Parágrafo Segundo: Nos esportes coletivos, cada Escola deverá apresentar, por ocasião dos seus jogos, uma bola adequada com sua modalidade esportiva e no Xadrez, com seu Jogo de Peças.

Art. 16 - As Escolas poderão fazer uso de propaganda de empresa ou produto em seus uniformes, desde que obedecidas as condições especificadas nos parágrafos seguintes deste artigo.

Parágrafo Primeiro: O nome ou logomarca do patrocinador não poderá ultrapassar as dimensões máximas de 25 (vinte e cinco) centímetros de comprimento por 5 (cinco) centímetros de altura.

Parágrafo Segundo: A Escola poderá usar como propaganda apenas o nome ou a logomarca da empresa/produto, sendo proibidas complementações, como slogans ou frases.

Parágrafo Terceiro: A propaganda pode ser aplicada à camisa e ao calção do uniforme.

Parágrafo Quarto: Nos quimonos poderá ser usada a parte de trás, desde que respeitadas as dimensões máximas permitidas.

Parágrafo Quinto: Na natação, somente será permitida propaganda nas toucas dos alunos atletas.

Parágrafo Sexto: Não são permitidos patrocínios de empresas/produtos que se confrontem com as empresas patrocinadoras e promotoras da competição, assim como de produtos que induzam ao vício ou publicidade de conteúdo político-filosófico.

Parágrafo Sétimo: Antes de fecharem um patrocínio, em qualquer período da competição, as Escolas deverão obter aprovação das empresas promotoras do 35º Intercolegial, enviando ofício assinado por seu Diretor, informando quem é o patrocinador e como seu nome será apresentado no uniforme. Esse ofício tem que ser encaminhado à Secretaria do Intercolegial, acompanhado de uma foto do uniforme com o nome e logomarca do patrocinador estampado.

Parágrafo Oitavo: Aceito o patrocínio pelas empresas promotoras, a Escola deverá apresentar na Secretaria do Intercolegial o uniforme de jogo para aprovação, acompanhado de uma foto do mesmo, no tamanho 12cm x 9cm, para constar das fichas de competição. Sem essa aprovação não poderá utilizá-lo no evento.

Parágrafo Nono: É terminantemente proibida qualquer outra espécie de propaganda, como faixas, cartazes ou qualquer outra forma, nos locais de competição.

Art. 17 - No ato da assinatura da súmula e na montagem das séries dos esportes individuais, os alunos atletas deverão apresentar seu documento de identidade original e com retrato, que poderá ser a Carteira de Identidade, de Trabalho ou Passaporte.

Parágrafo Único: Somente serão aceitos os três documentos apontados neste artigo. A não apresentação de um deles acarretará no impedimento da participação do aluno atleta no jogo ou prova em que estiver escalado.

Art. 18 - Nos esportes coletivos, os recursos deverão ser anexados nas súmulas e as provas contra possíveis irregularidades deverão ser apresentadas na Secretaria do Intercolegial, até às 16 horas do segundo dia útil após o encerramento do jogo. O julgamento desse recurso acontecerá no máximo em 10 (dez) dias após a sua entrada na Secretaria.

Parágrafo Único: As Escolas que entrarem com recurso ficam livres de apresentar provas apenas quando tais provas estiverem exclusivamente em poder da escola acusada da irregularidade (ex: histórico escolar, ficha de matrícula, documento identidade do aluno, entre outros). Nos demais casos, caberá à Escola que fizer o protesto apresentar as provas de sua queixa dentro do prazo estabelecido pelo presente artigo.

Art. 19 - A expulsão, por ato de indisciplina (agressão, ofensas morais etc.) de aluno atleta, técnico ou dirigente, implicará em sua eliminação automática do 35º Intercolegial. A defesa do atleta, técnico ou dirigente tem de ser apresentada por ofício, em papel timbrado do colégio, à Comissão de Disciplina (Avenida das Américas, 500, Bloco 9, Sala 208, Shopping Downtown, Barra da Tijuca) 48 (quarenta e oito) horas depois da Escola ser comunicada por ofício ou correspondência eletrônica pela Secretaria do Intercolegial. O julgamento ocorrerá no prazo máximo de 10 (dias), contados da data da entrega do ofício à Comissão de Disciplina, e o resultado será comunicado à Escola por escrito ou por correspondência eletrônica.

Parágrafo Primeiro: A Escola que inscrever aluno atleta que não seja matriculado regularmente no educandário será eliminada do 35º Intercolegial e perderá todos os pontos obtidos em todas as modalidades, ficando sua inscrição no 36º Intercolegial dependendo de aprovação da Comissão de Disciplina.

Parágrafo Segundo: As Escolas terão o direito de defesa, obedecendo ao prazo de 48 horas a partir do momento em que for informada pela Secretaria do Intercolegial da irregularidade em que está sendo acusada. Essa defesa será sempre por ofício em papel timbrado do colégio e encaminhada à Comissão de Disciplina da competição. O julgamento ocorrerá no prazo máximo de 10 (dias), contados da data da entrega do ofício à Comissão de Disciplina, e o resultado será comunicado à Escola por escrito ou por correspondência eletrônica.

Art. 20 - É de responsabilidade de cada Escola manter seus alunos atletas e torcida dentro dos padrões de disciplina e boa convivência. Qualquer briga dentro da quadra, nas arquibancadas, dentro do espaço do colégio ou clube que estiver cedendo suas dependências ou fora dela num limite de 10 (dez) quilômetros, causará a eliminação do Intercolegial ou eliminação do esporte ou eliminação da categoria e mais a perda de 40 pontos na Contagem Geral, conforme decisão de responsabilidade da Comissão de Disciplina, contra qual não cabe recurso.

Parágrafo Único: As Escolas cujos alunos atletas ou torcedores danificarem locais de competição, deverão iniciar os reparos e pintura até 24 horas após serem comunicadas do fato. O não cumprimento do prazo de 3 (três) dias para a conclusão dos reparos e da pintura resultará na eliminação do colégio do 35º Intercolegial.

DAS MODALIDADES

ATLETISMO

Art. 21 - O atletismo será disputado nas seguintes categorias:

Jovenzinha – para atletas federados e não federados masculino/feminino nascidos em 2007, 2006, 2005 e 2004;

Jovem - para atletas federados e não federados masculino/feminino nascidos em 2003 e 2002;

Livre - para atletas masculino/feminino nascidos em 2001, 2000 e 1999 sem diferença entre federados e não federados.

Art. 22 - Cada Escola poderá inscrever até 3 (três) atletas masculinos e 3 (três) atletas femininas em cada prova individual, mas só competirão 2 (dois) e uma equipe masculina e uma equipe feminina no revezamento.

Parágrafo Primeiro: Os atletas poderão subir de categoria ou classe, nunca descer, e os não federados poderão escolher participar da competição entre os federados. Cada Atleta só poderá participar de uma categoria.

Parágrafo Segundo: Para as provas individuais, os representantes das Escolas terão que indicar os seus dois atletas que irão competir trinta minutos antes do inicio da prova. Caso isso não ocorra, os atletas serão eliminados da prova.

Art. 23 - A relação nominal dos atletas e a escalação nas provas deverão ser apresentadas até o dia 5 de junho de 2017, na Secretaria do Intercolegial. Essa relação é definitiva, só podendo ser alterada por motivo médico devidamente comprovado.

Art. 24 - Cada atleta poderá participar, no máximo, de duas provas individuais além do revezamento, sempre na mesma categoria.

Art. 25 - O programa do atletismo constará das seguintes provas:

Categoria Livre, masculino e feminino - 100m e 1.000m; revezamento 4x100m; arremesso de peso (5 kg no masculino e 4 kg no feminino); saltos em altura e em distância.

Categoria Jovem masculino e feminino - 100m e 1.000m; revezamento 4x100m; arremesso do peso (5kg para o masculino e 4 kg para o feminino); saltos em altura e em distância.

Categoria Jovenzinha masculina e feminina – 75m, revezamento 4x75m, arremesso de peso (3kg para o masculino e 2kg para o feminino); salto em distância.

Parágrafo Primeiro: Todas as provas de pista das categorias Livre, Jovem e Jovenzinho serão realizadas com final por tempo, exceto os 100 e 75 metros rasos que terão duas etapas, classificatórias e finais.

Parágrafo Segundo: Os índices para as provas de salto e arremesso são os seguintes:

Categoria livre: salto em distância - 4,30m no masculino e 3,30m no feminino; salto em altura - 1,45m no masculino e 1,35m no feminino; arremesso do peso - 7m no masculino e no feminino.

Categoria Jovem: salto em distância: 3,30m no masculino e 3 metros no feminino; salto em altura - 1,35m no masculino e 1,20m no feminino; arremesso do peso - 7m no masculino e no feminino.

Categoria Jovenzinha: salto em distância e arremesso de peso liberados.

Art. 26 - A primeira chamada para apresentação dos atletas será feita 45 (quarenta e cinco) minutos antes do início de cada prova e a segunda e última 35 (trinta e cinco) minutos antes.

Parágrafo Único – Em nenhum momento será permitida inclusões de atletas nas provas.

Art. 27 - Os recursos deverão ser feitos por escrito em papel ofício da Escola e encaminhados ao Árbitro-Geral até 30 minutos após a divulgação do resultado da prova em questão. A decisão do Árbitro-Geral será apresentada por escrito à Escola no prazo máximo de 30 (trinta) minutos após o recebimento do recurso.

Art. 28 - Para apontar o campeão Jovenzinho não federado masculino e feminino, Jovenzinho Federado masculino e feminino, Jovem Não Federado masculino e feminino, Jovem Federado masculino e feminino e Livre masculino e feminino serão computados 13 pontos ao primeiro colocado e 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 pontos do segundo ao oitavo colocados nas provas individuais. Nas provas de revezamentos, obedecendo ao mesmo critério, a pontuação será em dobro.

Parágrafo Primeiro: A quebra de recorde (melhor resultado até o momento da prova em todas as edições do Intercolegial), oficializada ao final da competição, dará 3 (três) pontos de bonificação ao colégio na contagem geral da categoria.

Parágrafo Segundo: Os 12 (doze) títulos indicados nesse artigo contarão pontos na contagem geral do Intercolegial.

NATAÇÃO

Art. 29 - A natação será disputada na categoria Jovenzinha Federada e não federada masculina/feminina para os alunos atletas nascidos em 2006, 2005 e 2004; Jovem Federada e não federada masculina/feminina para os alunos atletas nascidos em 2003 e 2002 e na categoria Livre Federada e não federada masculina/feminina para os nascidos em 2001, 2000 e 1999.

Parágrafo Primeiro: São considerados atletas federados aqueles que tenham tido registro em Liga, Federação ou Confederação nas modalidades de natação, polo-aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado.

Parágrafo Segundo: São considerados atletas vinculados aqueles que participam ou tenham participado dos torneios da categoria na Federação Aquática do Rio de Janeiro ou que, mesmo tendo sido federados, não tenham renovado essa condição na federação nos últimos 24 meses.

Parágrafo Terceiro: Os atletas vinculados competem na categoria de Federados.

Art. 30 - Cada colégio poderá inscrever, no máximo, 2 (dois) atletas masculinos e 2 (duas) atletas femininas em cada prova individual e uma equipe masculina e uma equipe feminina em cada prova de revezamento

Parágrafo Único: Os atletas poderão subir de categoria ou classe, nunca descer, e os não federados poderão escolher participar da competição entre os federados. Cada Atleta só poderá participar de uma categoria.

Art. 31 - A relação nominal dos atletas e a escalação nas provas deverão ser apresentadas até o dia 9 de junho de 2017. Essa relação é definitiva, só podendo ser alterada por motivo médico devidamente comprovado.

Parágrafo Único: No dia da competição, as substituições por motivo de doença serão limitadas a 5 (cinco) por programa e apresentadas até 30 minutos antes da primeira prova.

Art. 32 - Cada atleta poderá participar de duas provas individuais e dois (2) revezamentos.

Parágrafo Único: O Revezamento Misto será formado por dois nadadores e duas nadadoras, não tendo ordem obrigatória de nadadores por especialidade.

Art. 33 - O programa da natação constará das seguintes provas:

Federados (livre, jovem e jovenzinho): 100m nado livre, 100m peito, 100m costas, 100 borboleta e revezamentos 4 x 100m nado livre, 4 x 100m medley, 4 x 100m nado livre misto e 4 x 100m medley misto.

Não federados (livre, jovem e jovenzinho): 50m nado livre, 50m peito, 50m costas, 50m borboleta e revezamentos 4 x 50m nado livre, 4 x 50m medley, 4 x 50m nado livre misto e 4 x 50m medley misto.

Art. 34 - Todas as provas serão disputadas com final por tempo, ou seja, só pontuarão os oito melhores tempos de cada especialidade dentro de suas categorias.

Art. 35 - O balizamento dos nadadores será feito de acordo com o tempo fornecido pelo colégio na relação de atletas por prova.

Art. 36 - Os atletas e os revezamentos inscritos sem tempo serão balizados nas primeiras séries.

Art. 37 - Para apontar os campeões

Jovenzinho Federado e Não Federado masculino e feminino, Jovem Federado e Não Federado masculino e feminino e Livre Federado e Não Federado masculino e feminino da natação serão computados, por colocação, 9 (nove) pontos para o primeiro colocado e 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 pontos do segundo ao oitavo colocados nas provas individuais e o dobro nos revezamentos.

Parágrafo Primeiro: A quebra de recorde (o melhor resultado até o momento da prova em todas as edições do Intercolegial) oficializada ao final da competição, dará 3 (três) pontos de bonificação ao colégio na contagem geral de sua categoria.

Parágrafo Segundo: Os 12 (doze) títulos indicados nesse Artigo contarão pontos na contagem geral do Intercolegial.

Art. 38 - Os recursos deverão ser feitos por escrito e em papel ofício da Escola, somente serão recebidos pelo Árbitro Geral no local da competição até 30 (trinta) minutos após a divulgação do resultado em discussão. Sua resposta, também por escrito, será entregue à Escola no máximo em 30 (trinta) minutos após o recebimento do recurso.

BASQUETE

Art. 39 - O basquete será disputado nas categorias: Sub 14 não federado masculino/feminino para atletas nascidos após 2003 (inclusive); Sub 18 não federado masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive); e Sub 18 livre masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive). As 6 (seis) competições contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Cada equipe, em cada uma das 6 (seis) categorias, poderá inscrever até 18 (dezoito) atletas na competição de sua categoria e um mesmo atleta só poderá fazer parte de uma relação.

Parágrafo Segundo: No banco poderão ficar apenas 5 (cinco) reservas na Categoria Sub 14 e 7 (sete) reservas na Categoria Sub 18 e mais o professor-técnico e um dirigente.

Art. 40 - Todos os jogadores na relação de uma equipe para uma partida na categoria Sub 14 terão que jogar, independente do número de jogadores relacionados por seu adversário nessa mesma partida. Ficará a cargo do Professor-técnico a decisão do momento da participação de seus alunos no jogo.

Parágrafo Único – O Congresso Técnico da modalidade tem o poder para definir um sistema próprio de substituições, apenas na categoria Sub 14, respeitando a proporcionalidade entre o número de jogadores relacionados pelas duas equipes.

Art. 41 - A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 21 de abril de 2017. As inclusões ou substituições na relação de atletas deverão ser feitas até o dia 26 de abril de 2017, exclusivamente pelo email do Intercolegial.

Art. 42 - A duração dos jogos será de 4 (quatro) tempos corridos de 10 (dez) minutos cada, parando somente nos lances livres, tempos técnicos e nos 2 (dois) minutos finais do último quarto.

Parágrafo Único: Em caso de empate haverá prorrogação de 5 (cinco) minutos, sem intervalo. Persistindo o empate haverá cinco cobranças alternadas de lances livres. Não havendo vencedor serão cobrados tantos lances livres alternados quanto forem necessários para apontar o vencedor.

HANDEBOL

Art. 43 - O handebol será disputado nas categorias Sub 12 masculino/feminino, para atletas nascidos nos anos de 2007, 2006 e 2005; Sub 14 masculino/feminino para atletas nascidos nos anos de 2004 e 2003; Sub 18 para os atletas nascidos até 1999 (Inclusive). As 6 (seis) competições contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Cada equipe, em cada uma das 6 (seis) categorias, poderá inscrever até 18 (dezoito) atletas na competição de sua categoria e um mesmo atleta só poderá fazer parte de uma relação. Todas as categorias serão Livres, sem separação entre Federados e Não Federados.

Parágrafo Terceiro: No banco poderão ficar apenas 6 (seis) reservas na Categoria Sub 12 e 7 (sete) reservas nas demais categorias e mais o professor-técnico e um dirigente.

Art. 44 - Todos os jogadores na relação de uma equipe para uma partida na categoria Sub 12 terão que jogar, independente do número de jogadores relacionados por seu adversário nessa mesma partida. Ficará a cargo do Professor-técnico a decisão do momento da participação de seus alunos no jogo.

Parágrafo Único – O Congresso Técnico da modalidade tem o poder para definir um sistema próprio de substituições, apenas na categoria Sub 12, respeitando a proporcionalidade entre o número de jogadores relacionados pelas duas equipes.

Art. 45 - A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 1 de setembro de 2017. As inclusões ou substituições na relação de atletas deverão ser feitas até o dia 13 de setembro de 2017, exclusivamente pelo email do Intercolegial.

Art. 46 - A duração dos jogos será de dois tempos de 20 (vinte) minutos cada com 5 (cinco) minutos de descanso. Na categoria sub 12 masculino/feminino, a duração dos jogos será de dois tempos de 15 (quinze) minutos cada com 5 (cinco) minutos de descanso.

Parágrafo Único: Em caso de empate haverá cobranças alternadas de 5 (cinco) tiros da linha de 7 metros. Persistindo o empate serão cobrados tantos tiros alternados quanto forem necessários para apontar o vencedor.

VÔLEI

Art. 47 - O vôlei será disputado nas categorias: Sub 14 não federado masculino/feminino para atletas nascidos após 2003 (inclusive); Sub 18 não federado masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive); e Sub 18 livre masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive). As 6 (seis) competições contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Para o Intercolegial, os atletas de Vôlei de Quadra e Vôlei de Praia registrados na Federação de Vôlei do Estado do Rio de Janeiro ou que tenham participado de competições organizadas pela entidade são considerados federados.

Parágrafo Segundo: Cada equipe, em cada uma das 6 (seis) categorias poderá inscrever até 18 (dezoito) atletas na competição de sua categoria e um mesmo atleta só poderá participar de uma relação.

Parágrafo Terceiro: No banco poderão ficar apenas 6 (seis) reservas, o professor-técnico e um dirigente.

Art. 48 - Todos os jogadores na relação de uma equipe para uma partida na categoria Sub 14 terão que jogar, independente do número de jogadores relacionados por seu adversário nessa mesma partida. Ficará a cargo do Professor-técnico a decisão do momento da participação de seus alunos no jogo.

Parágrafo Único – O Congresso Técnico da modalidade tem o poder para definir um sistema próprio de substituições, apenas na categoria Sub 14, respeitando a proporcionalidade entre o número de jogadores relacionados pelas duas equipes.

Art. 49 - A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 4 de agosto 2017. As inclusões ou substituições na relação de atletas deverão ser feitas até o dia 9 de agosto de 2017, exclusivamente pelo email do Intercolegial.

Art. 50 - As partidas serão disputadas em 2 (dois) sets de 25 (vinte e cinco) pontos cada por rally. Havendo igualdade em 24 (vinte e quatro) pontos, o set terminará quando uma equipe conquistar 2 (dois) pontos de vantagem sobre sua adversária. Em caso de empate em sets, será disputado o tie-brake em 15 (quinze) pontos. Havendo igualdade em 14 (catorze) pontos, o jogo terminará quando uma equipe conquistar 2 (dois) pontos sobre sua adversária.

Parágrafo Único: Na Categoria Livre a rede terá 2,43m de altura para o masculino e 2,24m para o feminino; na Jovem terá 2,35m para o masculino e 2,20m para o feminino; na Jovenzinha terá 2,30 para o masculino e 2,16 para o feminino.

JUDÔ

Art. 51 - O judô será disputado por atletas federados (de qualquer faixa) e não federados (Faixa Azul até Faixa Verde), masculinos e femininos, agrupados conforme a faixa etária e o peso.

Parágrafo Único:

No masculino federado, os atletas serão agrupados da seguinte forma:

  • Grupo A - nascidos em 2006 e 2005 (11 e 12 anos);

  • Grupo B - nascidos em 2004 e 2003 (13 e 14 anos);

  • Grupo C - nascidos em 2002 e 2001 (15 e 16 anos) - (Divisão 1 - Faixa Branca a Verde e Divisão 2 - Faixa Roxa a Preta);

  • Grupo D - nascidos em 2000 e 1999 (17 e 18 anos) - (Divisão 1 - Faixa Branca a Verde e Divisão 2 - Faixa Roxa a Preta).

No feminino federado, as faixas etárias serão as seguintes:

  • Grupo A - nascidas em 2006 e 2005 (11 e 12 anos);

  • Grupo B - nascidas em 2004 e 2003 (13 e 14 anos);

  • Grupo C - nascidas em 2002 e 2001 (15 e 16 anos);

  • Grupo D - nascidas em 2000 e 1999 (17 e 18 anos).

No masculino e no feminino não federado, os atletas serão divididos em dois grupos com as seguintes faixas etárias:

  • Grupo A - nascidos em 2006 e 2005 (11 e 12 anos);

  • Grupo B - nascidos em 2004 e 2003 (13 e 14 anos).

Os atletas serão enquadrados nas seguintes categorias: super-ligeiro, ligeiro, meio-leve, leve, meio-médio, médio, meio-pesado, pesado e super-pesado, de acordo com a sua idade, conforme tabela abaixo:


FEMININO

CATEGORIAS DE PESO

GRUPO A

11 e 12 anos

(2006 e 2005)

GRUPO B

13 e 14 anos

(2004 e 2003)

GRUPO C & GRUPO D

15, 16, 17 e 18 anos

(2002, 2001, 2000 e 1999)

SUPER-LIGEIRO

Até 28 Kg

Até 36 Kg

Até 40 Kg

LIGEIRO

+ 28 a 31 Kg

+ 36 a 40 Kg

+ 40 a 44 Kg

MEIO-LEVE

+ 31 a 34 Kg

+ 40 a 44 Kg

+ 44 a 48 Kg

LEVE

+ 34 a 38 Kg

+ 44 a 48 Kg

+ 48 a 52 Kg

MEIO-MÉDIO

+ 38 a 42 Kg

+ 48 a 53 Kg

+ 52 a 57 Kg

MÉDIO

+ 42 a 47 Kg

+ 53 a 58 Kg

+ 57 a 63 Kg

MEIO-PESADO

+ 47 a 52 Kg

+ 58 a 64 Kg

+ 63 a 70 Kg

PESADO

+ 52 a 59 Kg

+ 64 a 72 Kg

+ 70 Kg

SUPER-PESADO

+ 59 Kg

+ 72 Kg

MASCULINO

CATEGORIAS DE PESO

GRUPO A

11 e 12 anos

(2006 e 2005)

GRUPO B

13 e 14 anos

(2004 e 2003)

GRUPO C & GRUPO D

15, 16, 17 e 18 anos

(2002, 2001, 2000 e 1999)

SUPER-LIGEIRO

Até 28 Kg

Até 36 Kg

Até 50 Kg

LIGEIRO

+ 28 a 31 Kg

+ 36 a 40 Kg

+ 50 a 55 Kg

MEIO-LEVE

+ 31 a 34 Kg

+ 40 a 44 Kg

+ 55 a 60 Kg

LEVE

+ 34 a 38 Kg

+ 44 a 48 Kg

+ 60 a 66 Kg

MEIO-MÉDIO

+ 38 a 42 Kg

+ 48 a 53 Kg

+ 66 a 73 Kg

MÉDIO

+ 42 a 47 Kg

+ 53 a 58 Kg

+ 73 a 81 Kg

MEIO-PESADO

+ 47 a 52 Kg

+ 58 a 64 Kg

+ 81 a 90 Kg

PESADO

+ 52 a 59 Kg

+ 64 a 72 Kg

+ 90 Kg

SUPER-PESADO

+ 59 Kg

+ 72 Kg

Observações:

  • A idade do atleta será aferida pelo ano de nascimento;

  • Para os atletas federados não será considerada a categoria Super-Pesado nos Grupos A e B.

O atleta que se apresentar fora do peso indicado para sua categoria poderá ser remanejado em uma única categoria imediatamente inferior ou superior na qual foi inscrito. No momento da pesagem o atleta deverá apresentar um documento oficial conforme Art. 17. Os atletas deverão pesar de sunga (masculino) e collant ou top e short (feminino), havendo tolerância de 200 (duzentos) gramas.

Art. 52 - A relação por categoria (divisão por peso) dos federados deverá ser entregue exclusivamente na Secretaria do Intercolegial. Essa relação tem que vir acompanhada do número de registro do atleta, comprovando que o atleta aluno tem o registro na entidade e que até o dia 3 de novembro de 2017. Essa relação é definitiva, só podendo ser alterada por motivo médico devidamente comprovado.

Parágrafo Primeiro: O Colégio deverá apresentar junto com essa relação um Termo de Responsabilidade, disponível no site da competição, para cada atleta não federado.

Parágrafo Segundo: Cada Escola poderá inscrever o máximo de 5 (cinco) atletas por categoria.

Art. 53 - A competição por equipes masculina e feminina será exclusivamente para atletas federados nascidos nos anos de 1999, 2000, 2001 e 2002. As equipes serão formadas por 5 (cinco) atletas titulares e 2 (dois) reservas. As equipes, por peso, terão 2 (dois) atletas até Leve e 3 (três) acima de Leve e será adotada a tabela de peso inserida nesse regulamento.

Art. 54 - Serão apontados campeões Jovens Federados Masculino e Feminino somatório dos resultados dos anos de nascimento 2006, 2005, 2004 e 2003, Jovens Não Federados Masculino e Feminino somatório dos resultados dos anos de nascimento 2006, 2005, 2004 e 2003 e campeão Livre Federado masculino e feminino somatório dos resultados dos anos de nascimento 2002, 2001, 2000 e 1999, do judô, a Escola que obtiver mais pontos na soma de pontos de todas as categorias masculinas e femininas, computando-se 6, 3 e 1 pontos para os três primeiros colocados, respectivamente, em cada categoria.

Parágrafo Primeiro: Os campeões por Equipes Masculina e Feminina contarão pontos, como os 6 (Seis) outros títulos citados, para a contagem geral do Intercolegial.

Parágrafo Segundo: O desempate será feito levando-se em conta o maior número de primeiros lugares. Persistindo o empate, pelo maior número de segundos lugares e assim sucessivamente.

FUTSAL

Art. 55 - O Futsal será disputado nas categorias: Sub 14 não federado masculino/feminino para atletas nascidos após 2003 (inclusive); Sub 18 não federado masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive); e Sub 18 livre masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive). As 6 (seis) competições contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Cada equipe, em cada uma das 6 (seis) categorias, poderá inscrever até 18 (dezoito) atletas na competição de sua categoria e um mesmo atleta só poderá participar de uma relação.

Parágrafo Segundo: No banco poderão ficar apenas 5 (cinco) reservas na Categoria Sub 14 e 7 (sete) reservas na Categoria Sub 18 e mais o professor-técnico e um dirigente.

Art. 56 - Todos os jogadores na relação de uma equipe para uma partida na categoria Sub 14 terão que jogar, independente do número de jogadores relacionados por seu adversário nessa mesma partida. Ficará a cargo do Professor-técnico a decisão do momento da participação de seus alunos no jogo.

Parágrafo Único – O Congresso Técnico da modalidade tem o poder para definir um sistema próprio de substituições, apenas na categoria Sub 14, respeitando a proporcionalidade entre o número de jogadores relacionados pelas duas equipes.

Art. 57 - A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 14 de abril de 2017. As inclusões ou substituições de atletas deverão ser feitas até o dia 18 de abril de 2017, exclusivamente pelo email do Intercolegial.

Art. 58 - A duração dos jogos será de dois tempos de 20 (vinte) minutos cada com 5 (cinco) minutos de descanso. Na categoria sub 13 não federada masculina/feminina, a duração dos jogos será de dois tempos de 15 (quinze) minutos cada com 5 (cinco) minutos de descanso.

Parágrafo Único: Em caso de empate haverá cobranças alternadas de 5 (cinco) pênaltis. Persistindo o empate, serão cobrados tantos pênaltis alternados quantos forem necessários para apontar o vencedor.

VÕLEI DE PRAIA

Art. 59 - O vôlei de praia será disputado nas categorias Livre não federado masculino e feminino e Livre masculino e feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive). As 4 (quatro) competições indicadas nesse Artigo contarão pontos para a contagem geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Para o Intercolegial, os atletas de Vôlei de Quadra e Vôlei de Praia registrados na Federação de Vôlei do Estado do Rio de Janeiro ou que tenham participado de competições organizadas pela entidade são considerados federados.

Parágrafo Segundo: A participação do Vôlei de Praia está entre os esportes individuais.

Parágrafo Terceiro: A Escola só poderá inscrever uma dupla por categoria na competição, com reserva, e um mesmo atleta só poderá participar de uma relação. Não haverá substituição de jogadores durante a partida.

Parágrafo Quarto: A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 26 de maio de 2017. As inclusões ou substituições de atletas deverão ser feitas até o dia 31 de maio de 2017, exclusivamente pelo email do Intercolegial.

Art. 60 - As partidas serão disputadas em 2 (dois) sets vencedores de 18 pontos (rally), sem ponto limite. Caso haja necessidade de um 3º set, este será de 15 pontos, sem ponto limite.

XADREZ

Art. 61 - O xadrez será dividido nas categorias: Sub 13 não federado masculino/feminino para atletas nascidos após 2004 (inclusive); Sub 15 não federado masculino/feminino para atletas nascidos após 2002 (inclusive); Sub 18 não federado masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive); e Sub 18 livre masculino/feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive).

Parágrafo Único: Os 8 (oito) títulos contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Art. 62 - Cada colégio poderá inscrever um máximo de 5 (cinco) atletas em cada categoria.

Parágrafo Primeiro: A não apresentação de atletas inscritos acarretará a perda de um ponto por atleta faltoso na contagem final de sua categoria.

Parágrafo Segundo: Os atletas poderão subir de categoria ou classe, nunca descer, e os não federados poderão escolher participar da competição entre os federados. Cada Atleta só poderá participar de uma categoria.

Parágrafo Terceiro: A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 29 de setembro de 2017. Essa relação é definitiva, só podendo ser alterada por motivo médico devidamente comprovado.

Parágrafo Quarto – Cada aluno terá que se apresentar para sua partida vestido com a camisa de seu colégio e com seu Jogo de Peças.

Art. 63 - As partidas serão individuais e disputadas no sistema suíço de emparceiramento em 5 (cinco) a 7 (sete) rodadas, dependendo do número de inscritos.

Art. 64 - Para apontar os campeões masculino e feminino em cada categoria serão computados, por colocação, 9 pontos para o primeiro colocado e 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 pontos do segundo ao oitavo colocados, respectivamente.

Parágrafo Único: Em caso de empate será levado em conta o maior número de primeiros lugares. Persistindo o empate, a decisão será pelo maior número de segundos lugares e assim sucessivamente.

BASQUETE 3x3

Art. 65 - O Basquete 3x3 será disputado nas categorias Jovem não federado mista para atletas nascidos após 2002 (inclusive) e Livre masculino e feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive). O Basquete terá também confronto de Enterradas aberto para todas as categorias e de Arremessos masculinos e femininos. As 6 (seis) competições contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Cada colégio só poderá inscrever uma equipe em cada uma das 03 (três) categorias. Poderá inscrever até 10 (dez) atletas na competição de sua categoria e um mesmo atleta só poderá fazer parte de uma relação. Os atletas para o confronto das Enterradas e dos Arremessos serão indicados entre os relacionados.

Parágrafo Segundo: As equipes serão formadas por 05 (cinco) atletas, sendo que na Jovem não federada mista, a formação é de 03 (três) meninos e 02 (duas) meninas, sendo que as substituições são ilimitadas e só podem ser feitas entre atletas do mesmo sexo. No banco poderão ficar apenas 05 (cinco) reservas, o professor-técnico e um dirigente.

Art. 66 - A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 11 de agosto de 2017. As inclusões ou substituições na relação de atletas deverão ser feitas até o dia 23 de agosto de 2017, exclusivamente pelo email do Intercolegial.

Art. 67 - A duração dos jogos será de 10 minutos corridos ou até uma das equipes completar 21 pontos.

SKATE

Art. 68 - O Skate será disputado na modalidade Street, nas categorias Livre masculino e feminino para atletas nascidos até 1999 (inclusive). As 2 (duas) competições contarão pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.

Parágrafo Primeiro: Cada colégio só poderá inscrever um atleta e uma atleta.

Parágrafo segundo: As inscrições serão confirmadas no dia do evento (1 de julho), direto no local da competição. Para isso basta a escola estar com sua Relação de Atletas confirmada. Essas inscrições terão limitação no número total de atletas.

A relação nominal dos atletas deverá ser apresentada até o dia 5 de junho de 2017. Essa relação é definitiva, só podendo ser alterada por motivo médico devidamente comprovado.

Parágrafo Terceiro: A etapa do skate será dividida em três momentos no dia do evento: Clinica Competição e Pista Livre.

Art. 69 – Os tempos e formato de competição serão divulgados no Congresso Técnico da modalidade no dia 14 de junho de 2017.

QUIZ

Art. 70 - O Quiz será disputado em duas fases. Uma Classificatória, com quatro grupos, com os colégios sendo distribuídos geograficamente de acordo com o bairro onde sua sede está localizada. E uma Grande Final, com a participação dos dois melhores colégios de cada grupo.

Parágrafo Primeiro - Os Grupos serão assim formados:

Grupo 1 – Zona Sul, Centro e Interior; Grupo 2 - Zona Norte; Grupo 3 – Zona Oeste e Grupo 4 - Baixada Fluminense, Niterói e São Gonçalo. Com um limite de 20 escolas por grupo.

Parágrafo Segundo - Cada equipe será formada por 4 (quatro) alunos e mais 4 (quatro) alunos-torcedores, que só participarão quando solicitados pela equipe principal. A relação nominal dos alunos deverá ser apresentada até o dia 11 de agosto. As substituições na relação de alunos poderão ser feitas até o Congresso Técnico do Quiz.

Art. 71 – Cada equipe terá que responder a 10 (dez) perguntas de temas variados, apresentadas alternadamente e com 3 (três) opções de resposta. A duração para cada resposta será de 30 segundos. O vencedor será quem acertar o maior número.

Parágrafo Único: Em caso de empate serão feitas perguntas alternadas quantas forem necessárias para apontar o vencedor.

Art. 72 A competições contará pontos para a Contagem Geral do Intercolegial.


TROFÉU FAIR PLAY

Art. 73 - Pela primeira vez na história do Intercolegial teremos a disputa do Troféu Fair Play, que será entregue na Festa de Encerramento ao colégio que marcar mais pontos na competição. Desde a fase de inscrição até o último jogo, as ações dos colégios, de seus diretores, professores e alunos serão observados pela Organização Técnica do Intercolegial.

Art. 74 - Os seguintes itens contarão 1 (um ponto) no confronto para a conquista do Troféu Fair Play:

1 – Comparecimento ao Congresso de Abertura e aos Congressos Técnicos;

2 – Dez ou mais de dez alunos no seu pelotão no Desfile de Abertura;

3 - Presença de sua torcida no Desfile de Abertura;

4 – Nenhum cartão vermelho ou amarelo em seus jogos nos esportes coletivos;

5 – Número máximo permitido de alunos relacionados nos esportes coletivos;

6 – Comportamento de sua Comissão Técnica nos dias de competição;

7 – Comportamento de sua torcida nos locais de jogos;

8 – Respeito ao adversário durante os confrontos;

9 – Respeito à torcida adversária;

10 – Ações nos dias de jogos que promovam o relacionamento com os demais participantes do Intercolegial.

Art. 75 - Os seguintes itens ocasionarão a perda de 3 (três) pontos na pontuação do Troféu Fair Play:

1 - Cartão vermelho nos esportes coletivos;

2 - Punições na Comissão de Disciplina;

3 – Não apresentação de atletas inscritos nas competições individuais;

4 - Chegar atrasado para suas partidas.

5 - Comportamento inadequado de sua torcia nos locais de jogos;

6 – Comportamento inadequado de sua Comissão Técnica antes, durante e depois dos jogos;

Parágrafo Único - Desrespeitar o Regulamento da competição ou levar W.O. em seus jogos, o colégio perderá 5 (cinco) pontos.

A PREMIAÇÃO

Art. 76 - Será considerado o Campeão Geral do 35º Intercolegial O Globo / Oi Galera, a Escola que obtiver o maior número de pontos na soma de todas as modalidades e categorias.

A tabela de pontuação é a seguinte:

Desfile de abertura:
1º lugar - 20 pontos; 2º lugar - 18 pontos; 3º lugar - 16 pontos; 4º lugar – 14 pontos; 5º lugar – 12 pontos; 6º lugar – 10 pontos; 7º lugar – 8 pontos; 8º lugar – 6 pontos.

Torcida no desfile:
1º lugar - 20 pontos; 2º lugar - 18 pontos; 3º lugar - 16 pontos; 4º lugar - 14 pontos; 5º lugar – 12 pontos; 6º lugar – 10 pontos; 7º lugar – 8 pontos; 8º lugar – 6 pontos.

Handebol, Futsal, Basquete e Vôlei:1º lugar - 20 pontos; 2º lugar - 18 pontos; 3º lugar - 16 pontos; 4º lugar - 14 pontos; 5º lugar – 12 pontos; 6º lugar – 10 pontos; 7º lugar – 8 pontos; 8º - 6 pontos.

Vôlei de Praia, Natação, Atletismo, Judô, Xadrez e Basquete 3x3:
1º lugar - 12 pontos; 2º lugar - 10 pontos; 3º lugar - 8 pontos; 4º lugar – 6 pontos; 5º lugar – 4 pontos; 6º lugar – 3 pontos; 7º lugar – 2 pontos; 8º - 1 ponto.

Skate:

1º lugar – 8 pontos; 2º lugar – 6 pontos; 3º lugar – 4 pontos e 4º lugar – 2 pontos.

Basquete 3x3 :

Enterradas, Arremesso Masculino e Arremesso Feminino: 1º lugar – 3 pontos; 2º lugar – 2 pontos; 3º lugar – 1 ponto.

Parágrafo Primeiro: A competição de torcida também contará pontos para apontar o Campeão Geral do 35º Intercolegial. A Escola que se apresentar com sua torcida organizada (mínimo de 20 alunos uniformizados, portando uma bandeira que a identifique e todos os alunos no mesmo setor do local de competição) ganhará 1 (um) ponto por cada jogo que acompanhar.

Parágrafo Segundo: O Muso e a Musa da Galera também contarão pontos para a Contagem Geral. O aluno e a aluna vencedores levarão 3 (três) pontos cada para sua escola. A Produção do Intercolegial escolherá os candidatos nos locais de jogos. A votação dos ganhadores de cada mês será feita no aplicativo do Intercolegial. Os escolhidos de cada mês participarão de uma semifinal que definirá as 6 (seis) musas e 6 (seis) musos que estarão concorrendo na Festa de Encerramento ao título de musa e muso do 35º Intercolegial.

Art. 77 - Em caso de empate de duas ou mais escolas na contagem geral, será levado em conta o maior número de primeiros lugares conseguidos. Persistindo o empate, a decisão será pelo maior número de segundos lugares e assim sucessivamente.

Art. 78 - Serão premiadas com troféus:

a) as três primeiras Escolas colocadas na Contagem Geral da categoria Livre;
b) as três primeiras Escolas colocadas na Contagem Geral da categoria Jovem;

Parágrafo Primeiro: A pontuação será a mesma do Art. 63.

Art. 79 - Serão premiadas também com troféus as Escolas colocadas em primeiro, segundo e terceiro lugares de cada categoria de cada esporte, no masculino e no feminino.

Art. 80 - Serão premiados com uma medalha os atletas classificados em primeiro, segundo e terceiro lugares nas provas individuais. Nos esportes coletivos, as Escolas classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugares receberão 20 (vinte) medalhas cada, sendo 18 (dezoito) para os alunos atletas inscritos, uma para o técnico e outra para o auxiliar técnico.

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 81 - Os prêmios são pessoais e intransferíveis, não podendo ser convertidos em dinheiro.

Art. 82 - Os participantes concordam em autorizar, por dois anos, contados da apuração da equipe vencedora, o uso, pelos Promotores e Patrocinadores do Intercolegial 2017, de suas imagens, sons de voz e de seus nomes em filmes, vídeos, fotos, site, anúncios em jornais e revistas para divulgação do 35º Intercolegial, sem nenhum ônus para os Promotores e Patrocinadores da competição.

Parágrafo Único - Os atletas relacionados em cada modalidade cedem gratuitamente seus nomes e imagens a Infoglobo, com o fim de divulgação do Intercolegial e aceitam, também, receber mensagens pelo celular do Intercolegial e seus Parceiros.

Art. 83 - O presente Regulamento estará disponível no site intercolegial.com.br. Eventuais dúvidas relacionadas com esta competição e seu regulamento poderão ser esclarecidos pela Direção Técnica do Intercolegial através do e-mail intercolegial@abadai.com.br, ou nos telefones (21) 2497-0026.

Art. 84 - Para todos os efeitos legais, os participantes do presente evento declaram que as informações transmitidas no ato das inscrições são legítimas, responsabilizando-se e isentando as empresas promotoras de qualquer reclamação ou demanda que porventura venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.

Art. 85 - Todos os dados, documentos e informações fornecidos para os fins de inscrição e participação neste evento não serão devolvidos aos seus titulares após o término do 35º Intercolegial.

Art. 86 - As empresas promotoras reservam-se o direito de alterar qualquer item deste regulamento, bem como interromper a competição, caso seja necessário. Para tanto, todos os participantes efetivamente inscritos deverão ser informados, com aviso prévio de 5 (cinco) dias, através de correspondência eletrônica encaminhada no e-mail constante na ficha de inscrição de cada participante. Caso não haja concordância com os novos termos do regulamento ou com eventual interrupção, o participante poderá cancelar sua inscrição, liberando-se de suas obrigações assumidas.

Art. 87 - A participação no Intercolegial não gerará ao participante nenhum outro direito ou vantagem que não estejam expressamente previstos neste Regulamento.

Art. 88 - As empresas promotoras do 35º Intercolegial não se responsabilizam por acidentes que venham a ocorrer antes, durante ou depois dos jogos com alunos, atletas, técnicos, dirigentes ou torcedores das equipes participantes da competição.

Art. 89 - Todos os custos com transportes dos alunos atletas, torcidas e outros que surgirem em decorrência da competição correrão por conta da Escola.

Art. 90 - As infrações, ocorrências e recursos registrados no transcorrer do Intercolegial serão processados e julgados por uma Comissão de Disciplina, que será formada por 3 (três) advogados indicados pela Organização do evento, pelas Escolas e pela OAB-RJ, com base nas súmulas dos jogos, nos relatórios dos delegados e árbitros e nos informes da Direção Técnica, sendo que os procedimentos para a apresentação de recursos estão especificados neste regulamento.

Parágrafo Primeiro - As Escolas participantes da competição reconhecem a Comissão de Disciplina como única e definitiva instância para resolver as questões do Intercolegial, desistindo ou renunciando expressamente de recorrer à Justiça Comum.

Parágrafo Segundo - A Escola participante que recorrer à Justiça Comum será desligada automaticamente do Intercolegial, mesmo durante sua realização e não terá o direito de participar da competição do ano seguinte.

Art. 91 - A participação no 35º Intercolegial implica na aceitação total e irrestrita de todos os itens deste regulamento

Parágrafo Único: As Escolas e seus atletas devem, obrigatoriamente, conhecer esse Regulamento e as Regras Oficiais aplicadas ao Vôlei, Vôlei de Praia, Basquete, Basquete 3x3, Futsal, Handebol, Natação, Atletismo, Judô, Xadrez e Skate os 11 esportes que fazem a programação do Intercolegial.

Art. 92 - As situações que estiverem omissas neste regulamento serão resolvidas pela Organização Técnica do Intercolegial, que será composta pelo Diretor Geral Roberto Garofalo e pela Diretora Técnica Janaína Claro.